Medidores de vazão (Líquidos)
Para Água Limpa (Hidrometro)
Para Derivados do Petróleo (Oleômetro)
Medidores de Vazão (Pré-equipado em Carrinho Móvel)
Medidor Mecanico Fill Rite
Controle e Medição de Nível
Medição com Contato
Medição sem Contato
Pressão e Temperatura
Peças e Acessórios
Para Bases Distribuidoras
Bico de abastecimento
Lençóis
 

BRASIL OFFSHORE 2013

 Macaé (RJ) - Após quatro dias de imersão emnegócios e conhecimento, o mercado de petróleo e gás amplia suas projeções e traz boas perspectivas para a economia nacional. A Brasil Offshore (Feira e Conferência da Indústria de Petróleo e Gás) reuniu em quatro dias cerca de 51 mil visitantes e mais de 1.000 marcas expositoras.

 
O evento, terceiro maior do mundo no setor, é palco para apresentações de produtos, serviços, tecnologia e estudos que impactam diretamente no mercado. Prova disso, são os negócios fechados no evento e a partir dele. Dados da Reed Exhibitions Alcantara Machado, promotora do evento, revelam que o poder de compra do público credenciado para visitar o evento, nesta edição, passou de R$ 300 milhões. Alguns negócios já são fechados durante a exposição, como a Bauer Kompressoren, que vendeu durante o evento um produto que havia levado apenas para expor. “A quarta-feira foi o melhor dia do evento para nossa participação. Um bom canal para networking, definitivamente. Durante a feira, inclusive, vendemos um compressor de R$ 80.000,00” comenta André Magalhães, Gerente de Área da companhia. Outra parte dos negócios chega a se estender por até seis meses, resultado de contatos iniciados no evento.
 
Mais um indicador positivo são os números das Rodadas de Negócios, realizadas pela ONIP (Organização Nacional da Indústria do Petróleo). Este ano, foram realizados 550 encontros com a participação de 98 fornecedores - ante 320 encontros da edição anterior da Brasil Offshore, realizada em 2011.  A ONIP credita a esses encontros uma movimentação em torno de R$ 196 milhões, contra R$ 170 milhões realizados na edição passada. Somado o poder de compra do público visitante com o montante das Rodadas de Negócios, a Brasil Offshore 2013 gerou  negócios na ordem de R$ 500 milhões.
 
Vice presidente da promotora, Paulo Octávio Pereira de Almeida, explicou que a Brasil Offshore 2013 foi o start para as diferentes demandas que o setor de petróleo e gás vive no país. “Se um dia a Brasil Offshore estava direcionada à Bacia de Campos, na região de Macaé (RJ), hoje atrai empresários e autoridades de todo o país. O Brasil tem um grande desafio nas mãos: as principais bacias petrolíferas do país, Campos e Santos, vivem momentos antagônicos. A primeira está numa região madura, e a segunda, ganha cada vez mais relevância pelas recentes oportunidades de exploração do pré-sal. Para esses dois contextos, a Brasil Offshore foi decisória - ora pelo conteúdo técnico apresentado em suas conferências, ora pelo poder de negócios e convergência gerado entre visitantes e expositores”.
 
A conferência da Brasil Offshore 2013 reuniu 1.035 congressistas. Pela primeira vez, a participação não teve custos para o público, o que contribuiu para o aumento da participação de profissionais qualificados nas palestras.
 
“A conferência mostrou que subsea é o grande tema a ser trabalhado, nos próximos anos. A demanda por esses equipamentos é muito clara e intensa, por isso, a discussão a respeito dos procedimentos, metodologias e novas tecnologias, serão fundamentais daqui para frente para que a garantia da integridade desses equipamentos seja adotada já na fase de projeto fortalecendo a cultura de prevenção na indústria de petróleo e gás", disse o diretor.
 
 

Data: 17/06/2013
 

Revitec Equipamentos Petrolíferos
Av. Fazendinha do Recreio, 70 - Chácara Rio Petrópolis
Duque de Caxias - RJ
CEP.: 25230-020
Telefones: (21) 2676-7502 - (21) 2676-7509
E-mail: comercial@revitecequipamentos.com.br

Horário de Atendimento:
Seg à Sex de 08:00hs às 18:00hs

Desenvolvido por: OnRio